quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Oxigênio


Azeitona \o''
Lima Limão ¬¬
Vagas --'
Pronto :~]
Barretos %(----
servente 8------p
Gigantona ^.^

Começando mais uma represália contra medidas genéricas contra o preconceito ao sexo com pombos do Alaska, lemos sem interpretar a lei numero 001/23 que antevê o ciclo administrativo de passes de ônibus, mas o que seria mais legislativo do que uma imagem de cristo e uma garrafa de vinho, de preferência o “Chateau d'Yquem Sauternes (1787)”...

Superando vários limites demarcativos, vemos mais a frente um Muçulmano almoçando um belo filé de meninão, e Árabes em um banquete um tanto quanto lírico, regado a excremento de texugos e champanhe “Perrier Jouet 2000 Belle Epoque,”.

Pessoas magras altas e até “Marias” abusam desse aspecto manipulador que o chá de folha de louro permite, mas sabemos como isso termina, pessoas morrem, escrevem livros, pagam impostos aos ciclopes e até mesmo vivem.

No campo a conversa é diferente, se chama prosa, e, ninguém da a mínima (muito menos eu) e é por esse e outros motivos que Paris fica tão longe dos campos brasileiros. A labuta e suas vantagens degenerativas, como não amar a maioria privilegiada... Enfim, Viva la revolución, muere en el infierno de cerdo ladrón e chupem mi palo putas

Um comentário:

Eduardo Oliveira disse...

Me lembra muito Gregório de Mattos na irônia em putrefação...

O Oxigênio agora é Monóxido de Carbono (CO)

Seguidores